Recife: The Playable City


Como transformar o Recife numa cidade mais “brincável”, playable? Entre janeiro e abril de 2014, a Proa esteve mergulhada no projeto Recife: The Playable City, que trouxe em seu nome a proposta de tornar o Recife mais criativo e inovador em projetos de mais interatividade entre a cidade e os recifenses.

Camila Bandeira, cofundadora e diretora da Proa, foi uma dos dez especialistas brasileiros selecionados para participar da residência criativa, iniciativa do Porto Digital, British Council e Watershed, que teve como objetivo aliar o potencial criativo de artistas à capacidade de produtores e tecnólogos de transformar boas ideias em soluções inovadoras.

Em janeiro, o grupo recifense embarcou para Bristol, no Reino Unido, considerada a primeira cidade Playable do mundo. Artistas, produtores culturais e tecnólogos brasileiros estiveram imersos numa residência criativa por dez dias com uma equipe britânica. Em abril, foi a vez dos britânicos virem até o Recife, onde deram continuidade aos projetos iniciados em Bristol, junto com os brasileiros.

Os participantes trabalharam soluções relacionadas a temas desafiadores como mobilidade urbana, segurança, espaço público, comunicação e cultura. Os protótipos criados pelos grupos foram apresentados durante um festival de três dias no Portomídia, com workshops, seminários e atividades interativas com temas ligados à cidade, inovação e ao empreendedorismo.

Agora a Proa pretende continuar a desenvolver projetos inovadores e criativos para tornar o Recife, de fato, uma cidade playable. Quer saber mais da experiência? Mergulhe neste Diário de Bordo, escrito por Camila Bandeira.

Para mais informações,clique AQUI.