Jovens participantes do H2O Cine Recife têm filmes exibidos na França

Entre agosto e setembro de 2016, a Proa Cultural realizou, em parceria com o Ateliers Varan e o Porto Mídia, a oficina de documentário H2O Cine Recife. Entre os dez curtas produzidos, três foram selecionados e exibidos no 16º Festival Internacional de Filme Documentário de Cévennes em maio deste ano.

Leia mais

Navega Nessa | Filme Simbiose é selecionado para o Cine Ceará

A parteira Dona Prazeres em “Simbiose”. Foto: Maria Chaves

 

 

 

 

 

 

 

 

Simbiose, documentário em curta-metragem de Júlia Morim, é o único pernambucano selecionado para o 27° Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema. A lista, divulgada na última segunda-feira (26), dos filmes selecionados para as mostras competitivas ibero-americanas e brasileira de curta-metragem, que acontece de 5 a 11 de agosto, em Fortaleza. Simbiose, da pernambucana Julia Morim, foi escolhido dentre mais de mil inscritos, dos quais 260 longas de 17 países e 853 curtas de 25 estados do Brasil. Na edição 2017 do festival, participam sete longas e 14 curtas.

Leia mais

Proa Cultural é destaque na revista Informe Fecomércio

Na edição 26 da revista Informe Fecomércio, confira uma interessante reportagem que aborda o crescimento da indústria cultural em Pernambuco.  A matéria de capa mostra o despertar da economia cultural e como o investimento em cultura tem sido cada vez mais frequente nas empresas de diferentes ramos, profissionalizando o setor e tornando a economia cultural mais eficiente. Na reportagem, Camila Bandeira, sócia-diretora da Proa, explica como esse processo acontece, citando o exemplo da Filig, Feira Internacional de Literatura de Garanhuns, projeto desenvolvido e realizado pela Proa para o Grupo Ferreira Costa. Para saber mais sobre a Filig, acesse o nosso portfólio. Já para conferir a matéria na íntegra, basta clicar aqui.

Fala, tripulante! – Maria Chaves

Em nossa seção “Fala, tripulante!”, convidamos alguns integrantes da nossa tripulação para explicar um pouco sobre como é navegar na Proa Cultural. Dando início ao nosso quadro, confira o depoimento da capitã e sócia-diretora da Proa, Maria Chaves.

Leia mais

“Exposição 1817”: Navega nessa!

Para quem gosta de fazer viagens interessantes pela história do Brasil, uma ótima oportunidade está em cartaz no Recife. A exposição “1817 – Revolução Republicana” celebra o bicentário da revolução instaurada em Pernambuco e traz diversas obras de arte da época para contemplação do público. Exibida no Museu da Cidade do Recife, a exposição contém vídeos, manuscritos, desenhos, armas e muitos outros artefatos que encontram-se divididos em cinco eixos.

Leia mais

Proa Cultural navega no mundo dos games

No mês de abril, aconteceu no Recife a decisão do 1° Split do Campeonato Brasileiro de League of Lengeds (CBLoL). Com três mil ingressos vendidos em menos de 40 minutos, o evento comprova o enorme sucesso do jogo, que é conhecido mundialmente na categoria dos chamados e-sports. Antenada também no mundo da tecnologia e dos games, a Proa participou da produção do evento, coordenando parte das atividades de produção ao lado da agência Banco de Eventos. O espaço interno do Classic Hall contou com uma super estrutura, que levou aproximadamente uma semana para ser produzida. Maria Chaves, capitã e sócia-diretora da Proa, explica que a empresa está sempre aberta a desbravar novos mares e se manter atualizada. “Trabalhar na produção da CbLoL foi uma excelente oportunidade de ‘se aproximar’ ainda mais do universo dos games”, explica. (Foto: Reprodução / Flickr / Riot Games Brasil)

Nossa capitã Maria Chaves no último dia do Formule

Maria Chaves fala na terceira etapa do formule sobre Economia Criativa e empreendedorismo.

Acontece nesta terça-feira (02) na última etapa do Formule. A série de palestras vêm abordando através do tema da Economia Criativa os desafios encontrados pelos empreendedores criativos. Questões ligadas ao setor, posturas adotadas na abordagem de negócios, gestão e inovação. Cada encontro abordou uma temática específica, que nesta terceira e final etapa será Direito e Criatividade.
O evento que tem por objetivo fomentar a discussão para provocar novas conexões e ideias criativas nas múltiplas cadeias da área criativa, terá como uma de suas palestrantes nossa capitã Maria Chaves, formada em Comunicação Social com especialização em Economia da Cultura, para falar sobre sua experiência no empreendedorismo em Economia Criativa, além de sua vasta experiência em produções culturais. O evento acontecerá no MAMAM (Museu de Arte Moderna Aluízio Magalhães) às 14h. A entrada é gratuita e aberta ao público em geral. Inscreva-se.

Fotolivros – criação e produção de publicações

fotolivros-base-cartaz-armazem-02-2178Curso de criação de fotolivros compartilha conhecimentos sobre produção gráfica no Armazém da Criatividade, em Caruaru.

Estão abertas as inscrições para o curso Fotolivros que será realizado no Armazém da Criatividade, em Caruaru, de 11 a 13 de novembro de 2016. A oficina é aberta a fotógrafos, artistas visuais, comunicadores, designers, ilustradores, profissionais do setor gráfico e qualquer profissional que tenha a imagem ou a produção gráfica como meio de pesquisa e/ou trabalho.

Leia mais

Oficina de criação de fotolivros

fotolivros-base-cartaz03-2178Estão abertas as inscrições para a oficina de Fotolivros: circuitos possíveis, que será realizada na cidades de Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú, de 18 a 22 de outubro de 2016. A oficina é aberta a fotógrafos, artistas visuais, comunicadores, designers, ilustradores e profissionais do setor gráfico e qualquer profissional que tenha imagem ou a produção gráfica como meio de pesquisa e/ou trabalho.

Podem participar moradores de Afogados da Ingazeira e das demais regiões do Sertão do Pajeú. O objetivo é apresentar aos participantes o contexto da criação e produção de fotolivros e fotozines, que tem sido responsável por uma mudança sensível no cenário do mercado editorial da fotografia.

Leia mais

Programação Sessões abertas do H2O Cine Recife

1. Apresentação do projeto “Vídeo nas Aldeias”

Criado em 1986, Vídeo na Aldeias é um projeto precursor na área de produção audiovisual indígena no Brasil. O objetivo do projeto foi, desde o início, apoiar as lutas dos povos indígenas para fortalecer suas identidades e seus patrimônios territoriais e culturais, por meio de recursos audiovisuais e de uma produção compartilhada com os povos indígenas com os quais o projeto trabalha. Em 2000, o Vídeo nas Aldeias se constituiu como uma ONG independente, que hoje funciona em Olinda. A trajetória do projeto permitiu criar um importante acervo de imagens sobre os povos indígenas no Brasil e produzir uma coleção de mais de 70 filmes, a maioria deles premiados nacional e internacionalmente, transformando-se em uma referência nesta área.

Leia mais